Dogue Alemão – Principais Informações

Dogue Alemão – Principais Informações

Dogue Alemão está entre uma das maiores espécies. Apenas alguns Mastiffs e o Wolfhound Irlandês podem vencer essa raça em tamanho
Esta raça desenvolve diversos problemas com flatulências, então, no momento que encontrar-se próximo a um Dogue Alemão, você vai saber de onde vem um aroma desagradável
O Scooby-Doo, parceiro do Salsicha, é um Dogue Alemão;
O Dogue Alemão é um cão enorme que tem a autoimagem de um cão pequeno e algumas vezes ele pula no colo dos seus donos como se fossem pequenos para isto;
Apesar de seu nome em inglês significar “Grande Dinamarquês” ele não foi criado na Dinamarca;
Esta raça, durante muito tempo nas épocas medievais, foi tida como um cachorro que afastava os Espíritos malignos.

Formação e História do Dogue Alemão


A espécie é de formação bastante antiga e questionável. A teoria mais admitida é que seu ancestral, o extinto Mastim Assírio, foi cruzado pelos romanos com cães mais frágeis. O resultado desse acasalamento deu início a uma raça veloz e resistente, empregada para caçar ursos, lobos e javalis. Pouco a pouco esses cachorros se tornaram muito populares em muitas regiões da Europa, colocados sobretudo na proteção das propriedades e proteção de comboios.
A raça esteve presente na primeira exposição de cães da história, realizada no ano de 1863, em Hamburgo, na Alemanha, inscrita com nomes diferentes: Dogue Dinamarquês (Danish Dogge) e Dogue de Ulm (Ulmer Dogge). O grupo de jurados do concurso julgou praticamente impossível discernir uma espécie de outra. Foi a partir do ano de 1880 que estas duas raças foram unidas fazendo com que o Dogue Alemão tivesse esta denominação que compreendemos.
Mesmo que alguns países, como Grã-Bretanha e Espanha, nomeiam este cão de “Grande Dinamarquês”, não existe vários documentos no que se refere a participação da Dinamarca em sua procedência. No fim dos anos 1800, foi redigido o primeiro critério dessa raça que, no decurso dos tempos, passou por algumas variações em seus genes até os dias de hoje, e no ano de 1888 foi instituído o Clube Oficial de Criadores.

Atributos Físicos do Dogue Alemão

dogue-alemao O pescoço dessa raça não tem papadas, é bem extenso, além de possuir diversos músculos e fineza. No geral, a orelha do Dogue Alemão é em um formato triangular e pontudo, entretanto, em diversas localidades, têm-se o costume de cortar a sua orelha. Se não forem cortadas, a orelha dele inclina por cima de seu rosto. Tem um pelo muito curto e de inúmeras colorações.
O extenso pescoço, seco, bombeado em “pescoço de cisne”, confere porte nobre à cabeça longa e apertada, de chanfradura excessivamente extensa, de stop notoriamente protuberante e de grossos lábios. O Dogue Alemão possui o olhar bem realçado, em razão de sua sobrancelha típica, e seus olhos são ovalados e com uma coloração escura. Tudo é bem proporcional neste enorme cão: Suas patas são longas e firmes, seu quadril é extenso e robusto, seu dorso bastante espichado e ainda tem o peito alargado e bastante descido. A cauda, que alcança o joelho, se afia relativamente na direção da ponta e pende no momento em que o cão está em descanso.
Com pelagem baixa e espessa, revela grande diversidade de colorações e de marcações que abarcam desde o arlequim, com pintas pretas exibidas sobre fundo branco, até os tigrados com faixas pretas sobre um fundo dourado, os azuis (cinza azulado), os pretos e os amarelos.

Comportamento do Dogue Alemão

Esta raça é bem sociável, inclusive com as crianças pequenas. Possui um temperamento manso e comedido. Tem um porte físico intimidador, mas, concomitantemente, com muita classe. Consoante o Guiness Book, essa é a maior espécie do planeta.
Apesar de ser sereno, é muito circunspecto com pessoas estranhas. É um cão de guarda bastante ponderado e que não agride sem que haja um risco ou necessidade, quando isso, ocorre, empreende ataques de forte impacto. Seu tamanho e sua força são aliados a uma rapidez que o facilitam cobrir grande distância o que pode fazer do Dogue Alemão um extraordinário guardião de gigantes propriedades.
Alguns exemplares saem do modelo perceptível e se apresentam como cachorros de comportamento agitado, acanhado ou facilmente irritável, outras situações como, por exemplo, timidez, hostilidade excessiva, são tidas também como faltas significativas para o comportamento do cachorro.

Vantagens de se possuir um Dogue Alemão

dogue-alemao O Dogue Alemão é um cachorro muito inteligente que revela uma sensação praticamente bela entendendo o comportamento humano na maioria das vezes. Esse é um cachorro que somente vai apresentar as características de sua espécie caso seja devidamente ensinado e alimentado. Não pode ser forçado, assim como qualquer outro cachorro, a ser ensinado pois pode ficar depressivo e não desejar mais repetir os exercícios.
Você não tem que ser um super treinador para mostrar alguns truques ao Dogue Alemão, pois ele tem uma inteligência aguçada, tornando possível a qualquer um mostrá-los algumas habilidades. Quando ele se sente amado por alguém, ele vai fazer o possível para deixar o seu proprietário animado e querido, sem contar que essa raça é muito ansiosa e nervosa.
É um excelente cachorro farejador e sempre está em busca de algo para caçar e entreter-se. O Dogue Alemão pode, ocasionalmente, caçar pequenos bichos, todavia apenas para divertir-se devido a seu doce temperamento.

Distúrbios habituais ao Dogue Alemão

Por terem um porte físico bem grande, sua média de vida é bem pequena. Bem dificilmente eles conseguem atingir os catorze anos, contudo a expectativa não ultrapassa os oito anos. Os principais sintomas que levam o Dogue Alemão à morte são capazes de ser: alguns tumores, cardiopatias e, ainda, a Torção Gástrica.
A Torção Gástrica faz com que o sistema digestivo do Dogue Alemão seja estendido, assim o estômago gira, ocasionando uma restrição da drenagem do estômago, além de comprimir sua respiração e sua circulação. A Torção Gástrica é motivada pela Síndrome de Dilatação Vólvulo Gástrica. O cachorro que apresenta esta síndrome, possui alguns sinais de inchaços, mucosas pálidas e complicações para respirar.
O Dogue Alemão é bastante propenso a apresentar uma displasia coxofemoral. Essa doença faz com que o Dogue Alemão tenha muitas dores e apresente uma grande dificuldade para se locomover. Toda pessoa que deseje possuir uma cria desta raça deve, antes de tudo, fazer vários exames e checar se os pais têm alguma complicação em sua genética. Essa enfermidade é ocasionada por uma obesidade, devido a isso alimente-os bem, com uma ração de ótima qualidade e de uma boa marca.

Como tomar conta de um Dogue Alemão

Para que o cachorro tenha um bom desenvolvimento, é essencial que adquira muito espaço para correr e praticar exercícios físicos, além de seguir o dono em longas caminhadas ao ar livre. É importante possuir um lugar seguro para se divertir sem coleira, porque sua natureza atlética pode deixar o cão ofensivo caso aprisionado. Um adulto de Dogue Alemão precisa de 30m a 60m de exercício diário, em função da sua idade e nível de atividade.
Você pode querer um parceiro para suas caminhadas, espere para levar o cão com você até que complete dezoito meses. Sua constituição óssea ainda não está formada e bem constituída para realizar esta prática, antes dos dezoito meses. Todavia, para ter todo o tipo de garantia, espere até que o seu Dogue Alemão tenha 2 anos para começar a correr com ele.
Graças ao seu tamanho gigante, o Dogue Alemão pode ser um bom cão para uma casa, mas não é adequado para apartamentos. No inverno ele pode ficar com frio e não precisa ser deixado ao relento. Mantenha-o aquecido pondo uma roupa de lã ou malha para esquentá-lo.
Para deixar a pelagem do seu cachorro saudável, escove-a regularmente usando uma luva de borracha ou escova de cerdas. É fácil imaginar que não é nada simples dar banhos em um Dogue Alemão. Você pode pensar que eles não escapam, mas você está completamente equivocado. Esta raça costuma escapar e tentar se esconder em lugares nada convencionais.

Filhotes de Dogue Alemão

Como eles têm muita vitalidade e resistência, quando crescem podem não ter um controle de suas ações, acabando por destruir e derrubar tudo a sua volta. Então o adestramento se faz muito necessário. A idade melhor para o início do treinamento é entre cinco e seis meses. Porém, há alguns adestradores que fazem um treino de ataque, o que não é muito aceito por muitos tratadores.
Não deixe que seu cão fique obeso, então realize o máximo de atividades físicas, diariamente, que você for capaz. Os músculos e seus ossos não estão plenamente desenvolvidos até o primeiro ano de vida, então, durante esse tempo, não realize exercícios físicos muito fortes que podem prejudicar o desenvolvimento de seu Dogue Alemão.
Até os cinco meses, dê a seu Dogue Alemão 3 refeições diárias. Depois disso, devem ser dadas duas refeições ao dia. O Dogue Alemão nunca se alimenta somente uma vez por dia. A dieta é crucial para um filhote porque o Dogue Alemão possui um crescimento bem acelerado, mais do que a maioria das raças.

Dogue Alemão – Principais Informações
Avalie esta postagem

Deixe uma resposta